Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Acessos:
Incio do contedo da pgina
Últimas notícias

Solenidade comemorativa do 142º ano da fundação da Escola de Minas

  • Publicado: Quarta, 24 de Outubro de 2018, 16h27
  • Última atualização em Quarta, 24 de Outubro de 2018, 17h01

“12 de Outubro de 2018”

                                                                                          Airton Neto e Caio Duarte

A Sessão Solene comemorativa do 142º ano de fundação da Escola de Minas/UFOP reuniu ex-alunos, alunos, ex-professores, ex-funcionários e seus familiares, na manhã do dia 13 de outubro, no Teatro Ouro Preto, do Centro de Artes e Convenções do Parque Metalúrgico Augusto Barbosa.

A Solenidade foi aberta com a palavra do Diretor da Escola de Minas, Prof. Issamu Endo, que ressaltou a tradição e lembrou a  história da Escola.

                                                                                                                                                                Diretor da Escola de Minas, Prof. Issamu Endo

A Reitora da UFOP, Prof.ª Cláudia Aparecida Marliére de Lima, falou sobre as perspectivas para o futuro e anunciou a implantação do curso de Engenharia de Energia, cujos profissionais vão trabalhar na otimização e no aproveitamento das formas primárias de energia. Baseada em artigo publicado na Revista REM sobre Henri Gorceix, a Reitora lembrou que os ideais de conhecimento do fundador da Escola de Minas continuam atuais.

A Reitora também abordou a necessidade de os alunos moradores das Repúblicas prezarem pela boa convivência com a comunidade e manterem em dia suas obrigações, especialmente as financeiras.

 

                                                                                                                                                           Reitora da UFOP, Prof.ª Cláudia Aparecida Marliére de Lima

Na solenidade, como já é tradição, foram homenageados os formandos que completaram os seguintes Jubileus:

  • 1958 - Jubileu de Diamante (60 anos);
  • 1963 - Jubileu de Esmeralda (55 anos);
  • 1968 - Jubileu de Ouro (50 anos);
  • 1973 - Jubileu de Safira (45 anos);
  • 1983 - Jubileu de Coral (35 anos);
  • 1993 - Jubileu de Prata (25 anos).

O Professor e Presidente Executivo da Fundação Gorceix, Cristovam Paes de Oliveira, representante dos ex-alunos homenageados, foi o orador e, em seu discurso, relembrou fatos e pessoas que passaram pela Escola de Minas, além de reafirmar a parceria da Fundação com a EM/UFOP.

                                                                                                                                                                          Prof. Issamu Endo  e Prof. Cristovam Paes de Oliveira

Além dos ex-alunos, foram homenageados:

  • O ex-aluno destaque de 2018: Eng. Cloves Otávio Nunes de Carvalho

  • Os professores que completaram 25 anos de magistério na Escola de Minas:

André Danderfer Filho, Arlene Maria Sarmanho Freitas, Christianne de Lyra Nogueira, David Pinheiro Júnior, João Batista Marques de Sousa Júnior, José Cruz do Carmo Flôres, Mariângela Garcia Praça Leite e Paulo Santos Assis.                                                                                                                                           

  •  Os professores e os técnicos-administrativos aposentados da EM:

Professores: Aluísio José Ramos Mergulhão, Antônio Luciano Gandini, José Geraldo Arantes de Azevedo Brito, Milton Realino de Paula Paulo, Cyro Baptista Scudino Sávio, Augusto Lopes da Silva e Wilson Trigueiro de Sousa.

Técnicos: Ana Maria Coelho Neves, José Cirilo Pereira, José Geraldo Fernandes Papa, Luís Gonzaga Moreira e Rosângela Maria Rodrigues da Silva Mendes.

As Repúblicas

Também de acordo com a tradição, foram homenageadas as seguintes Repúblicas:

  • República Sinagoga e República Verdes Mares (75 anos),
  • República Hospício e República Serigy (70 anos),
  • República Jardim Zoológico e República Necrotério(60 anos),
  • República Adega e República dos Deuses (55 anos),
  • República Casanova e República Cassino (45 anos) e
  • República Maria Bonita(35 anos).

Os 70 anos da República Hospício

“Loucos por saias”

A República Hospício (codinome Loucos por Saias...) foi fundada em 1948 pelos alunos da Escola Técnica de Mineração e Metalurgia de Ouro Preto. Um desses jovens fundadores foi o Engenheiro Uk Mendonça Lima, que completou o Jubileu de Esmeralda este ano, ao fazer 55 anos de formado.

Para comemorar a data de fundação da República, foi publicado o livro “70 anos Servindo de Moradia Estudantil. Um Elo Entre Várias Gerações Hospicianas”. O livro foi escrito pelo professor Antônio Gomes de Araújo (Tunico),  ex-morador da República, ex-diretor da Escola de Minas/UFOP e atualmente assessor da Fundação Gorceix.  Para narrar as histórias e causos que marcaram a vida da Hospício, o autor contou com a colaboração de diversos moradores do local.

            A República, por onde já passaram 90 moradores, funcionou em vários imóveis até se fixar, a partir de 1951,  no sobrado da Rua Felipe dos Santos. Teve início na casa  paroquial da rua Bernardo Vasconcelos e depois passou para outras duas casas da mesma rua, onde não permaneceram por muito tempo. Ocupou também o imóvel atualmente ocupado pela República Castelo dos Nobres.

A importância das Repúblicas e da Festa do 12 na vida dos estudantes continua atual, como podemos constatar no depoimento abaixo do morador da Hospício, Pedro Henrique (Batizado), aluno do Curso de Engenharia Metalúrgica.

“Cheguei em Ouro Preto com 18 anos. Eu não sabia nada do sistema, de como era a  batalha, o dia-a-dia, mas já tinha em mente morar em República Federal. E vim parar aqui na Hospício. Hoje eu agradeço muito por ter aprendido a ter proatividade e a oportunidade de crescer como ser humano neste lugar. Considero também que o 12 é um encontro de gerações que nos faz aprender muito com os ex-alunos, onde escutamos muitas histórias e adquirimos experiências com os mais velhos. O 12 é uma festa única, e a nossa, da Hospício, é muito familiar.”

                                               

   Representante da República Hospício na Solenidade, Rafael Leonardo Silva (Bussunda)
   Da esquerda para direita:  Hernani Mota de Lima, Cloves Otávio Nunes de Carvalho, Rafael Leonardo Silva Ramírez e Prof. Issamu Endo

registrado em:
Fim do contedo da pgina